Despedida

Para sempre tudo será uma despedida.

momentosdefuga:

[…]

das pessoas que conheço ela foi a que machucou
menos gente,
e se você olhar para isso pelo que isso significa,
bem,
ela criou um mundo melhor.
ela venceu.

Charles Bukowski.

(Fonte: o-cao-sem-plumas)

“Todos deveriam ter um lugar favorito no universo, um lugar que dê a sensação de que você vai escapar do que for, de seja lá o que você está sentindo. Aquele lugar onde as pessoas de quem você gosta vão te procurar quando você provavelmente sumiu por não aguentar a barra, como acontece no cinema, quando os personagens estão perdidos, prostrados ou loucos de amor.”

—   Gabito Nunes.  (via momentosdefuga)

Ai vem a realidade e te dá um tapa, percebes que sua vida nunca será aquilo que viu no cinema e esse lugar ficará pra sua imaginação. Só lá.

(Fonte: brisaado, via momentosdefuga)

Sim porque a vida nessa terra ta muito difícil.

Sim porque a vida nessa terra ta muito difícil.

(Fonte: glossario)

E na vida isso pode ser considerado doença sem cura

E na vida isso pode ser considerado doença sem cura

(Fonte: glossario, via alentador)

“Eu quis ligar pra alguém. Contar o que tinha acontecido, e que doía. Mas não havia ninguém ali. Ninguém com que eu pudesse contar. Ninguém disposto a abrir mão do sono para ouvir minhas queixas. Ninguém que se importasse. Então eu virei pro lado e a dor veio. Rápida. Forte. Devastadora. Senti minha alma se rasgando ao lembrar daquelas palavras. E dói. Ainda dói.”

—   Os 13 porquês.   (via renascedor)

Como se sempre fosse o primeiro dia, e não o último em que ela iria sumir, acho que hoje eu espero por ela, essa dor virou minha companhia.

(Fonte: inconsumada, via renascedor)

“Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você.”

—   Friedrich Nietzsche. (via oxigenio-dapalavra)

Tomemos cuidado~

(via oxigenio-dapalavra)

“Tenho problemas com o rosto humano. Acho muito difícil olhar para ele. Encontro a soma total da vida de cada pessoa escrita nele e é uma visão terrível. Quando se vêm milhares de rostos em um só dia, é cansativo dos pés à cabeça. E por todas as entranhas. É por isso que admiro os bilheteiros do hipódromo. E a maioria é bem legal. Acho que os anos que passaram lidando com a humanidade lhes deram uma certa visão. Por exemplo, sabem que a maior parte da raça humana é uma grande merda. Eu poderia ficar em casa. Poderia trancar a porta e brincar com tintas ou qualquer coisa assim. Mas, de alguma forma, tenho que sair, e ter a certeza que toda a humanidade é uma grande merda. Como se fosse mudar.”

—   Charles Bukowski (via palavrisses)

(Fonte: bailarinice, via palavrisses)